fbpx
Podcast Mudança de Hábitos

#13 – Esse hábito vai ser mais útil do que você imagina

#13 – Esse hábito vai ser mais útil do que você imagina

 
 
00:00 / 8:02min
 
1X
 

Resumo: Quando temos empatia por qualquer pessoa, quando consideramos todas as pessoas que passam por nós, criarmos uma rede positiva no mundo e consequentemente nos beneficiamos. Se todos estiverem bem, nós também estaremos.
Tempo estimado de leitura: 2:17
Duração do Podcast: 8:02

Gostaria de começar com uma pergunta: como você trata as pessoas que não podem fazer nada por você?

Já que estamos falando de relações, vamos entender porque nos relacionamos.

Somos seres sociais e gostamos de interação com amigos, família, colegas de trabalho, uma comunidade. Isso nos dá, um senso de pertencimento e felicidade.

Nossas identidades nascem a partir das relações. Só pode haver um pai se existir um filho. Apenas podemos ser filho se existir um pai.

Dito isso, ter relações saudáveis é fundamental para que estejamos bem.

Acredito que a base para isso é ter empatia por todos, mesmo por pessoas que não podem fazer nada para nós.

Imagine, se os 7 bilhões de seres humanos no mundo estiverem bem, você também estará, então promover o bem-estar do maior número de pessoas, melhora nossa própria vida.

Se você trata bem apenas as pessoas que podem te oferecer algo, acabará enfraquecendo nossa rede humana, pois deixando de cuidar dos outros você deixa o seu próprio bem-estar de lado.

Para nós que vivemos na cidade, sem a chuva, terra, alguém para plantar, colher, processar, transportar ao mercado, embalar, colocar nas prateleiras e vender, não poderíamos comprar os alimentos.

Não acredito em independência, mas sim na interdependência. Estamos todos conectados em todos os níveis possíveis.

Talvez a pessoa que você está sendo indiferente por não poder te oferecer nada em um determinado contexto, seja a mesma que faz parte da cadeia de conexão que acabei de descrever lá encima.

Então o bem-estar de todos é importante e não apenas o da nossa família e amigos.

Uma rede saudável é a base para uma sociedade feliz.

“Ah! Léo, não sou Jesus ou o Buda para ficar ajudando todo mundo”

Isso não é sobre ser um santo, mas sobre como cada um de nós pode fazer a diferença onde vive, com as pessoas ao nosso redor.

Da próxima vez que você encontrar alguém que não pode fazer nada por você, ofereça pelo menos um sorriso, uma escuta, um incentivo ou considere que ela existe, isso faz a diferença.

Essas pequenas atitudes podem não mudar o planeta, mas muda o mundo daquela pessoa. Talvez você até salve a vida dela sem saber.

Praticar é fácil, basta considerar todas as pessoas que passam por você, um olhar, um sorriso, abraço, um “bom dia”, um obrigado, faz a diferença no mundo. Se todos fizéssemos um pouco disso todos os dias, tantas pessoas não estariam sofrendo por falta de consideração e empatia.

Vamos começar hoje mesmo ao encontrar alguém que não pode oferecer nada para você?

Se você tiver qualquer dúvida sobre esse podcast/artigo, me envie um direct pelo meu Instagram @otaleonardo que te respondo em áudio.


GRUPO TELEGRAM
Quer receber dicas, novos podcasts e citações diárias? Entre no grupo do Telegram clicando no link:
https://t.me/mudancadehabitos


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *